Jetta 2019 ganha teaser

Notícias - Jetta 2019 ganha teaser
Jetta 2019 ganha teaser

Jetta 2019 ganha teaser

Site da Volkswagen no Canadá informa que segunda geração do sedã será apresentada em janeiro, antes do Salão de Detroit

Depois de apresentar o “compacto” Virtus no dia 16 de novembro, com dimensões parecidas com as do Jetta e lançamento no Brasil marcado para o começo de 2018, a Volkswagen faz os últimos preparativos para revelar lá fora a segunda geração do seu sedã médio. O site canadense da marca alemã inclusive lançou um hotsite para o novo Jetta, exibindo parte da dianteira e da lateral e informando que a apresentação acontece em 50 dias a contar desta terça, 28 de novembro – ela acontecerá, portanto, em 17 de janeiro, pouco antes da abertura ao público do Salão de Detroit (EUA), no dia 20 do mesmo mês.

No hotsite, os interessados também podem, como de costume, preencher um cadastro para receber informações sobre o modelo, que, de acordo com a fabricante, chegará com “visual elegante”, “interior totalmente renovado” e “cabine focada no motorista”.

O teaser do novo Jetta mostra um jogo de luzes e sombras em vídeo no qual dá para ver parte da grade frontal em forma de trapézio com friso cromado na parte superior, lembrando modelos mais recentes da montadora, como o sedã-cupê Arteon, o sucessor do CC.

Unidades de teste do Jetta têm sido fotografadas recentemente rodando em vias públicas, algumas com mais ou menos camuflagem, indicando que o sedã ficará consideravelmente maior que o atual, com traseira especialmente alongada e aproximando-se do porte do Passat. O que é natural para se distanciar do Virtus, no momento um projeto restrito para a América do Sul, enquanto o Jetta é global.

O que dá para cravar é que o Jetta de segunda geração será construído sobre a mesma plataforma modular e global MQB utilizada no Virtus, o sedã do novo Polo, no Golf e em uma série de outros modelos do Grupo Volkswagen. Com isso, o sedã não ficará somente mais espaçoso, como também deverá pesar menos, graças ao uso de aços de alta resistência e outros materiais.

O Jetta manterá fabricação no México, de onde é exportado para o Brasil e outros mercados – uma parte da produção do modelo chegou a ser realizada em São Bernardo do Campo (SP) por alguns meses a partir do ano passado, mas foi encerrada para dar espaço na linha e montagem ao Polo, lançado em novembro, e ao Virtus, que chega em janeiro de 2018.

Fonte: WebMotors