Oitava geração do Golf estreia na Europa em dezembro

Notícias - Oitava geração do Golf estreia na Europa em dezembro
Oitava geração do Golf estreia na Europa em dezembro

Oitava geração do Golf estreia na Europa em dezembro

 A  Volkswagen apresenta a oitava geração do Golf, seu carro mais vendido e que se confunde com a imagem da marca alemã. Com mais de 35 milhões de unidades produzidas no mundo, incluindo o Brasil, o hatch médio vai receber atualizações importantes, principalmente no que se refere à conectividade e a tecnologias de condução semiautônoma.

Imagens de protótipos em testes já circulam na internet, enquanto a VW já divulgou teasers do principal lançamento da fabricante em 2019 – que antecipa recursos e elementos visuais que futuramente serão aplicados em outros modelos da montadora europeia

1 – Dianteira polêmica

Esqueça a dianteira com traços retos e discretos da sétima geração do Golf, que estreou no Brasil lá em 2013. A nova geração vai trazer faróis com desenho recortado, bem mais estreitos que os atuais, trazendo uma guia de condução diurna de LEDs na parte superior que tem uma “sobrancelha” avançando sobre os para-lamas

2 – Novo logotipo

O Golf 2020 será o segundo modelo da empresa a trazer o novo logotipo VW – o primeiro é o elétrico ID.3, apresentado em setembro no Salão de Frankfurt (Alemanha). Pela primeira vez, a letra “W” não encosta na borda do tradicional emblema redondo. Além disso, os caracteres, bem como a borda, ficaram mais finos, conferindo um visual mais limpo. UOL Carros apurou que a implantação do novo logotipo em novos veículos será gradual e também estará disponível em produtos feitos no Brasil.

3 – Foco na conectividade

A exemplo do elétrico ID.3, o Golf 8 vai entrar na era da direção eletrificada, trazendo interior digital e conectado e e funções e serviços on-line, provavelmente com conexão 4G à internet e roteamento do sinal via Wi-Fi – a exemplo dos novos Chevrolet Onix e Cruze. Como mostra um esboço da cabine recentemente divulgado, o interior será totalmente reformulado, trazendo painel e central multimídia unidos em telas digitais dispostas como se fossem uma só peça – como nos carros da Mercedes-Benz. Até os ajustes do ar-condicionado serão feitos por meio de tela tátil.

4 – Tecnologia híbrida leve

Da mesma forma que lançamentos recentes da Audi, a marca premium da Volkswagen, o novo Golf 2020 terá ao menos uma versão dotada de propulsão híbrida leve, trazendo motor de arranque, sistema start-stop e alternador em uma peça só, conectada a uma bateria de 48 V. Esse componente também funciona como um pequeno motor elétrico, permitindo desacoplar o câmbio em velocidade de cruzeiro, tracionando o veículo. Acionado em determinadas condições, ajuda a economizar combustível e a reduzir as emissões de poluentes

5 – Tecnologias de condução semiautônoma

Da mesma forma que modelos mais caros como o Passat, o novo Golf terá um incremento nas tecnologias de assistência à condução hoje já disponíveis, sendo capaz de rodar de forma semiautônoma em determinadas situações. Os recursos específicos a serem incorporados ainda são desconhecidos, enquanto há chances de o hatch ganhar a opção de assistente de permanência na faixa, por exemplo.

6 – Estreia na Europa será em dezembro; já no Brasil

A VW anunciou recentemente que o Golf de oitava geração começa a ser vendido na Alemanha e na Áustria no início de dezembro, a tempo das festas de fim de ano, chegando em seguida aos demais mercados europeus. Sua estreia no Brasil, no entanto, é uma incógnita. Deverá vir apenas importado, no caso, da Alemanha. A produção nacional do hatch, exclusivamente na versão GTI, está perto de ser encerrada em São José dos Pinhais (PR): será mantida até o lançamento do híbrido GTE, importado, para atender a demanda, informa a VW. A montadora quer mais espaço na linha de montagem para o VW T-Cross.

Fonte: UOL