VW confirma: SUV cupê T-Sport chega em 2020

Notícias - VW confirma: SUV cupê T-Sport chega em 2020
VW confirma: SUV cupê T-Sport chega em 2020

VW confirma: SUV cupê T-Sport chega em 2020

Utilitário esportivo com traços acupezados usará base de Polo, será posicionado abaixo do T-Cross e garantirá isenções de ICMS à fabricante.

Possível T-Sport, por enquanto, é chamado de “New Urban Coupé” (Divulgação/Volkswagen)

Lembra do SUV cupê da Volkswagen que QUATRO RODAS adiantou com exclusividade que começaria a ser produzido em São Bernardo do Campo (SP) ainda este ano? Pois sua comercialização no Brasil agora é oficial.

Em evento na Alemanha, com participação do governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), a fabricante confirmou o lançamento do modelo em investimento de R$ 2,4 bilhões nas fábricas de São Bernardo do Campo e São Carlos, ambas em terras paulistas.

Segundo o site UOL Carros, a chegada ao mercado ocorrerá em maio do ano que vem.

O projeto, conhecido internamente como “CUV A0” no Brasil, na Europa foi apresentado como “New Urban Coupé” (novo cupê urbano, na tradução livre do inglês). O nome definitivo, porém, tem boas chances de ser T-Sport.

QUATRO RODAS pode afirmar que, nas últimas semanas, a empresa vem dedicando o turno da manhã na fábrica da rodovia Anchieta para produzir unidades pré-série do modelo e fazer os últimos ajustes na linha de montagem.

Nos próximos dois ou três meses, a fábrica irá gradualmente testar os procedimentos de montagem também nos turnos vespertino e noturno.

O cronograma prevê o início da fabricação em série no fim deste ano, mas há margem para iniciá-lo em 2020 caso o lançamento ocorra mesmo no fim do primeiro semestre.

Um esboço apresentado no evento confirma que o T-Sport será compacto e terá silhueta acupezada, conforme apontado por nossa reportagem em junho. Os traços do esquete são assinados por José Carlos Pavone, chefe de design da marca no país.

O projeto, aliás, foi nascido e desenvolvido pela divisão brasileira da Volkswagen. Ganhou tanta simpatia da matriz que a fabricante decidiu produzi-lo também na Espanha, para vendê-lo no mercado europeu (com direito a versão híbrida).

O T-Sport usará a plataforma MQB A0, compartilhada com Polo, Virtus e T-Cross, mas seguirá o padrão do hatch em relação à distância entre-eixos, 2,56 metros.

Motorização deve contar com as opções 1.6 MSI (quatro-cilindros, 16V, naturalmente aspirada e bicombustível) de 117 cv e 1.0 TSI (três-cilindros, 12V e turboflex) de 128 cv.

Para produzi-lo em São Bernardo, a VW adotará um novo conjunto de prensas, com capacidade de estampar quatro vezes mais chapas por minuto e demanda de apenas cinco minutos (ante 45 minutos do equipamento anterior) para troca dos moldes de estampagem.

Entretanto, o T-Sport não vai consumir integralmente os R$ 2,4 bilhões anunciados – e que fazem parte de um pacote de R$ 7 bilhões já prometido pela Volkswagen até 2020.

Parte desses recursos será destinada à duplicação da capacidade de usinagem de virabrequins na fábrica de motores em São Carlos (SP).

O anúncio contou com a presença de Doria porque, com ele, a Volkswagen ingressará no programa IncentivAuto, o mesmo que garantiu isenções de ICMS à GM para investir R$ 10 bilhões nos dois complexos fabris que opera no Estado de SP.

 Fonte: Quatro Rodas